****** PRODUTOS DESTE BLOG PARA ENVIO POR CORREIO ******

* açúcar gelificante * * baunilha Bourbon de Madagáscar * * sementes de Cumaru/fava Tonka

Encomendas por e-mail
flordetavira@hotmail.com





quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

Fava Tonka (Cumaru)

Venho hoje pedir a compreensão de todos os que me têm contactado relativamente à fava Tonka. 
A todos vós, e a todos a quem não tenho atempadamente respondido, peço o favor de terem um pouco mais de paciência, pois tentarei não deixar ninguém sem uma resposta.
(Esta mensagem é valida hoje, e para os próximos tempos).

Venho pedir-vos também desculpa pela minha ausência no blog. Neste momento não tenho tempo para editar o que seja... 
Um abraço a todos, e até breve...



domingo, 23 de Dezembro de 2012

*** Feliz Natal ***

Apesar dos tempos difíceis que percorremos, todos nós merecemos um Natal Feliz, e acredito que dentro das possibilidades de cada um, o iremos ter!


Quem sabe desta forma, se valoriza mais o tempo em família, e menos o materialismo a que nos temos vindo a habituar... afinal, o mais importante é estarmos todos juntos em celebração! 

*****  Os meus votos de Boas Festas para todos  *****




segunda-feira, 15 de Outubro de 2012

Para quem não conhece: baunilha de Madagáscar em pó

Hoje venho mostrar algo que me tem poupado imenso tempo: a baunilha em pó!

Para quem ainda não conhece, a baunilha em pó substitui na perfeição a vagem de baunilha, economizando imenso tempo na preparação para utilização da vagem, que como sabem consiste em abrir longitudinalmente a vagem com uma faca afiada, e raspar as sementes do interior. 
Ora esta simples tarefa acaba por nos fazer sempre ficar com os dedos (aromaticamente) sujos; depois  disso, temos que raspar a faca tentando aproveitar ao máximo o que retirámos do interior, e na melhor das hipóteses aproveitamos a vagem vazia para "reciclar" em açúcar baunilhado, num arroz doce, etc.
Como tantas vezes digo, "em casa de ferreiro espeto de pau": por aqui tenho sempre imensas vagens de baunilha, mas aborreço-me com a tarefa pegajosa de ir retirar as sementinhas, e raspar, e limpar tudo.
E como tal, já há muito tempo que utilizo a baunilha de Madagáscar em pó! Basta abrir o frasquinho, e utilizar a quantidade que queremos, sem termos a tal tarefa "pegajosa", e sobretudo dispendiosa, pois todos sabemos que a baunilha de qualidade, é cara. Logo, temos até alguma tendência a utilizar menos vezes, e menos quantidade, do que aquilo que gostaríamos, certo? 

Com a baunilha em pó, nem temos essa preocupação, pois é bem mais económica: um frasquinho de 10g permite mais de 200 utilizações! É verdade! 
E com a inquestionável qualidade de sempre!!


Além disso, temos açúcar baunilhado pronto na hora, basta misturar a proporção desejada, e não temos que esperar que passe algum tempo até podermos utilizar; a essência de baunilha pronta em pouquíssimo tempo, sem termos que esperar tanto tempo para macerar a vagem; também podemos adicionar directamente o pó na chávena do café ou chá, e claro, em todas as preparações culinárias que peçam baunilha.
Simples, não é? Nunca mais vão querer outra coisa! ;)
Esta semana trago-vos os frasquinhos, coisa que tenho há quase um ano para vos mostrar!



terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Regresso, e um bolo pudim morno de avelãs e chocolate

Estou de regresso após alguns meses de ausência, que como alguns de vós souberam, foi por um forte motivo. 
Hoje estou a iniciar o regresso ao blog, aproveitando para deixar as minhas desculpas pela falta de oportunidade para deixar comentários, e para todos aqueles que tiveram motivo para receber um elogio, parabéns por um aniversário, ou por um outro mérito: a todos eles, um grande abraço!
Nestes meses que passaram, vi o meu tempo tão reduzido, que mal pude dedicar-me à cozinha, pelo menos a mais requintada, digamos assim. Tive que optar por refeições mais práticas, menos elaboradas em termos de tempo, mas não querendo por isso dizer, piores. Houve algumas fotos que não tirei e arrependi-me, pois valiam a pena, e outras que tirei tão rapidamente, que me arrependi ao olhar para elas depois! :)

Entre as sobremesas que fiz, está esta receita, pertence uma série que executei, suuuper prática! Mais tarde editarei as outras, com sabores diferentes, mas procedimento igual.
Trata-se de um bolo ou pudim, como quiserem, ou as duas coisas; e tem a vantagem de sair com a calda pronta ao mesmo tempo. Fazemos a receita inteira, colocamos tudo no mesmo recipiente no forno, e ao tirarmos temos um bolo húmido, a calda à parte, que não fica misturada, nem é absorvida. Um belo resultado, sem quase nenhum trabalho! O ideal para quem tem pouco tempo e quer um resultado final bonito! ;) Curiosos? Vamos a isso!

Nesta receita optei por colocar avelãs no bolo, que podem substituir por nozes, amêndoas, ou até não colocar frutos secos.


Ingredientes:
- 125g farinha com fermento
- 60g açúcar
- 1/2 chávena leite
- 40g manteiga derretida
- 1 ovo
- 1 colher café baunilha em pó
- 1/2 chávena de avelãs picadas

Topping:
- 180g açúcar misturadas com 2 colheres sopa cacau de boa qualidade
- 1 chávena de água a ferver

Numa tigela misturar a farinha, o açúcar, a baunilha, as avelãs. Juntar o leite, a manteiga derretida, o ovo, e misturar bem.Colocar numa forma untada. (foto 1)
Sobre a massa do bolo, colocar a mistura seca do topping (foto 2)
Deitar a água a ferver sobre a mistura seca (foto 3)

(cliquem na foto para ampliar)

Levar ao forno médio por 40 minutos aproximadamente, ou até verificar que o bolo sobe ao centro, e está firme ao toque (continuo com o meu forno a tirar-me do sério, pois está a funcionar pessimamente, e eu ainda consigo fazer algumas coisas como por milagre!!!)

(cliquem na foto para ampliar)

No vosso conseguirão um aspecto bem melhor que este, garanto, portanto, toca a ir para a cozinha! ;)

Servir morno. Eu acompanhei com chantilly, mas podem fazê-lo também com uma bola de gelado. 


Deliciem-se, e surpreendam-se com tanta simplicidade......





quinta-feira, 26 de Julho de 2012

Açúcar gelificante * Doces/geleias de fruta e não só

Nesta altura do ano, estamos na melhor época para fabricar doces e geleias, para aprovisionarmos as estações que seguem, ou prepararmos os cabazes de Natal. Podemos também optar por congelar a fruta/legume previamente preparado em pedaços, para elaborarmos os doces mais próximo da data de consumo, pois preservam melhor a cor, e a meu ver, o sabor.
Tenho feito alguns doces, mas como alguns já sabem, o meu tempo agora está demasiado condicionado. Na maior parte das vezes não tiro fotos, ou se as tiro, ficam à espera de serem editadas. 
Esta é apenas mais uma ideia para tornar os frasquinhos mais mimosos: utilizei forminhas para cup cake invertidas, e uma simples ráfia. Fiz mais frasquinhos, com outros formatos, mas esqueci tirar fotos.
Fiz mais um doce de morango com açúcar gelificante, como já é hábito cá em casa nesta altura, e desde há mais de 10 anos, quando uma amiga italiana me ofereceu pela primeira vez uma embalagem deste açúcar. Fiquei rendida desde essa altura, e até hoje, pelos motivos que já anteriormete expliquei: preservação de cor, sabor, e propriedades da fruta/legume, na íntegra, redução do tempo de cozedura em apenas 3 minutos, e doces e geleias sempre no ponto certo!

*** Quem necessitar posso fazer o envio de açúcar gelificante, basta enviarem e-mail ***






terça-feira, 17 de Julho de 2012

Pudim fresco de leite condensado, com iogurte, ananás e côco

Um pudim super fácil, com um agradável toque de verão, e sabor a piña colada.
Como foi feito com iogurte natural, em vez e leite, torna-se agradavelmente desenjoativo.

Para este pudim necessitamos de:
- 1 lata de leite condensado
- 2 iogurtes naturais (ou na falta destes, a medida da lata em leite fresco)
- 4 colheres de sopa de côco ralado
- 1 chávena de ananás em lata (usei 1 lata pequenina da marca Dia, com 135g de ananás escorrido)
- açúcar para caramelizar a forma

Caramelizar a forma.
Juntar o leite condensado com  iogurte, o ananás picadinho e o côco ralado. Envolver e deitar na forma caramelizada. Levar a cozer em banho maria: no meu caso fiz na panela de pressão, em 10 minutos; ou levar ao forno a cozer em banho maria, até que fazendo o teste do palito, este saia seco.
Levar ao frigorífico por umas horas, quanto mais, melhor, pois os sabores acentuam.



                        Servir bem fresco, Opcionalmente pode-se polvilhar com côco ralado.








quinta-feira, 28 de Junho de 2012

Desidratador de alimentos

Sempre sonhei ter um desidratador de alimentos, pois sonhava em secar os meus próprios alimentos. Imaginava os snacks poderem ser morangos naturalmente desidratados, sem aquela camada imensa de açúcar, podermos comer melancia no inverno, secar o tomate na época em que ele está mais saboroso... e tantas outras coisas mais. 
Pois sabem que comprei um desidratador espetacular, e nunca o usei?!?!
Aqui está ele, parado, apenas o retirei da caixa, por incrível que pareça! E como não faço uso dele, decidi vendê-lo.
Podem preparar iogurtes, desidratar qualquer tipo de alimento (incluíndo a famosa carne seca para a feijoada brasileira), secar ervas aromáticas, legumes, frutas, etc.
Podem oferecer às crianças frutas para mordiscarem levarem nos lanches, ou para aqueles que têm uma preocupação natural com a alimentação, ajudando a comer de uma forma mais saudável.

VENDIDO


Esta é a descrição da marca


Desidrate frutos, legumes e ervas, de forma natural, preservando nutrientes e aumentando a sua concentração e sabores. Faça o seu próprio tomate seco, banana seca, manga, ananás, kiwi, morangos, pimentos, tomate, beringela, courgete, salsa, cogumelos, ervas aromáticas, iogurtes.
Pode preparar os ingredientes secos para uma sopa, desidratar as frutas  excedentárias, conservando-as por muito tempo, e obtendo ótimos e saudáveis snacks! 

A desidratação é o método mais simples e natural para conservar frutos, legumes, e ervas aromáticas. O valor nutritivo dos produtos desidratados é preservado e estes mantêm-se não apenas deliciosos, mas também muito saudáveis. As reservas de produtos secas representam por outro lado uma alternativa vantajosa às conservas e à congelação que utiliza muito mais energia. Graças ao desidratador os produtos frescos podem ser tratados durante a época da colheita.


Entregue com 5 pratos transparentes.

Diâmetro: 33 cm

Altura: 21 cm

Potência: 250W 230 V


O preço novo são 59€, estou a vender por 35€.
Quem estiver interessado pode enviar e-mail



segunda-feira, 4 de Junho de 2012

Tiramisu de Morango

Na época de calor e de morangos, nada melhor que a junção dos dois, resultando num festival de frescura, cor e sabor. Uma sobremesa com uma bonita apresentação, e com uma execução relativamente fácil. 
É o tipo de doces que fazemos por cá no verão, assim como as triffles, que são sempre a preferência da minha filha, não fossem os pedaços de bolo (geralmente chocolate!), que emergem no meio do doce...
A receita foi retirada do guloso "Côco e Baunilha", podem vê-la aqui.

Este foi feito um pouco à pressa, para levar para um almoço, não pude perder muito tempo com as decorações...

 Aconselho a fazer na véspera, para o bolo (palitos) poderem ganhar consistência adequada. Fiz na noite anterior, e na hora de sair, cobri com o couli de morango.


Não houve fotos do interior, só mesmo estas... 


Boa semana para todos! :)


segunda-feira, 7 de Maio de 2012

Prenda do dia da Mãe

Esta linda surpresa foi toda preparada numa manhã, às escondidas da mãe. Primeiro raptou-se um avô, depois levou-se o avô à loja para carregar os materiais, e ao supermercado para carregar chocolates... depois em casa dos avós, e com vozinha doce, pediu-se à avó uma ajuda para recortar guardanapos, pois os nervos não ajudavam, nem o pouco tempo... e assim numa manhã, enquanto a mãe dela tratava da sua mãe, (neste caso da avó materna), aquelas mãozinhas de 11 anos fizeram esta linda caixinha de chocolates!!

Ficou linda, muito mais do que as fotos podem mostrar!!


 E recheada, com chocolatinhos, que foi só saborear...


Adorei esta prendinha! Não pude deixar de mostar, mas como o tempo não é muito, não poude tirar pormenores. É pintada em redor de cor de rosa mais forte, e com adornos gulosa e estrategicamente colados colados!

E esta era eu, à 42 anos atrás, e com 1 mês de nascida no colo  da minha mãe...
Espero que o vosso dia da Mãe tenha também sido muito feliz...



quinta-feira, 3 de Maio de 2012

Coroa de requeijão com framboesas

Ao fim de tanto tempo de ausência, houve uns minutos para editar uma receita, e "despertar" um pouco o blog.
Como alguns de vós sabem, e por motivos pessoais, não consigo ter disponibilidade para editar receitas, nem para deixar umas palavras, nem mesmo comentar os vossos cantinhos, por vezes com verdadeiras delícias... por tudo isto vos peço desculpas, e espero, assim que possa, poder retornar ao meu cantinho virtual.
A receita que hoje vos trago, é uma simples tarte de requeijão, com uma pitada de cor e sabor dada pelas framboesas. O que torna esta sobremesa mais apelativa, foi a forma de coroa que dei à massa. 
Esta forma surgiu da necessidade de utilizar a massa folhada que comprei, mas que não me apercebi ser retangular! E agora??, perguntei eu, quando desenrolei a massa! Saíu esta coroa, pois tive que cortar a massa a adaptá-la à tarteira! Ficou muito bonita e irei repetir mais vezes.
(Por acaso costumo fazer enfeites nas laterais das massas quando utilizo massa quebrada, mas na folhada ainda não tinha feito)
A receita tirei em tempos de um blog, cujo nome não recordo, e peço desculpa por isso. Se alguém a identificar, diga-me por favor. 
Super simples, passemos aos ingredientes:

- 1 placa de massa folhada
- 1 requeijão 250g, ou melhor ainda, ricota
- 4 ovos
- 1 colher sobremesa de essência artesanal de baunilha
- 1/2 chávena de açúcar

Colocar a massa folhada numa tarteira, e picar o fundo com o garfo. 
Triturar a ricota ou requeijão. Bater os ovos com o açúcar e a essência de baunila, e juntar a ricota/requeijão muito bem desfeito, até coseguir uma mistura homogénea. Deitar a mistura na tarteira, distribuir as framboesas por cima, e levar a forno pré aquecido, 180º, até dourar..

Aqui está ela


  Saborear depois de fria

Espero que gostem....



quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Promoção: cardamomo

Mais uma promoção a não perder!!
Embalagens de cardamomo em pó grandes, com 100g cada, para poder usar e abusar, apenas 4,00* cada!!! (validade 08/2012) - quantidade muito limitada

sábado, 10 de Março de 2012

NOVA PROMOÇÃO! Baunilha Bourbon de Madagáscar 1,00

Nova Promoção!!
Vagens de baunilha Bourbon de Madagáscar (val. até 07/2012) ao preço de 1,00* cada vagem!!!
Vagens de qualidade superior, com tamanho médio entre 16/18cm, espessas, macias, consistentes e extremamente aromáticas.
Sem quantidade mínima de envio

* portes de envio aproximadamente 1€



quinta-feira, 8 de Março de 2012

PROMOÇÃO! Baunilha Bourbon de Madagascar - 1,00*

Por motivos de liquidação de stok, as vagens de baunilha Bourbon de Madagascar (val. até 07/2012) ficarão aopreço de 1* cada vagem!!!
Vagens de qualidade superior, com tamanho médio entre 16/18cm, espessas, macias, consistentes e extremamente aromáticas.


*envio mínimo de 5 vagens
*portes em correio verde, aproximadamente 1€




quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2012

Um bolo para quem tem pressa (micro ondas)

Como já devem ter reparado, ultimamente não tenho atualizado o blog. Passa-se muito tempo entre cada post, mas isso não significa que não se cozinhe, que não se experimente, que não se coma. O que acontece mesmo é falta de tempo, para fotografar, e organizar depois a informação.
A minha vida pessoal deu uma volta muito grande: tenho a minha mãe a meu cargo agora, que tem a bonita idade de 79 anos. Isso implica mudanças enormes, a todos os níveis. Implica opções que não são fáceis, implica deixar de fazer muitas coisas! É difícil, sobretudo quando se tem uma filha pequena que também precisa de nós, e temos que saber distribuir o tempo por tudo e todos, de uma forma equilibrada, tentando que nada falte a ninguém.
Com ela veio a nossa cadelinha, também ela idosa, cega, e semi-incontinente. Há quem ache mais fácil eutanasiá-la, mas não consigo! Não me esqueço de quando nasceu a minha filha, era ela que dava sinal quando a bebé acordava. Que quando a minha filha estava doente, era ela que era a sua companheira de brincadeiras, e que obedientemente se sentava numa cadeirinha e fingia comer a papa que a minha filha lhe dava em colherinhas! Ainda vou procurar essa foto e editá-la aqui um dia! E muitas outras coisas mais...
Voltaram agora as noites de vigília e de cuidados. Voltou a preocupação por um ser que tanto depende de nós. Que dia após dia se torna mais frágil, lento, dependente... Mas que toda uma vida viveu por nós, fez o melhor que sabia e podia, (ainda que não achássemos isso por muitas vezes).
Hoje somos nós a retribuir. Espero verdadeiramente conseguir cumprir todos os meus papéis o melhor possível, e ajudar e estar presente da melhor forma com todos com quem partilho a minha vida, apesar de estar tão cansada...
Obrigada por escutarem o meu desabafo, e passemos então à receita!
Este é um bolo daqueles para quando um filho chega a casa e anda à procura de algo para "ratar"! :)
Uma receita de Bolo Mulato no micro ondas, feita num abrir e fechar de olhos, e comido ainda morno...

Ingredientes
- 3 ovos
- 1 chávena (chá) de açúcar mascavado (ou outro)
- ½ chávena (chá) de margarina derretida
- 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (usei farinha com fermento, e dispensei o fermento e bicarbonato)
- 1 copo de iogurte natural
- 1 colher (chá) de essência de baunilha (usei vagem de baunilha)
- ½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 colher (sobremesa) de fermento químico em pó
- 200 g de chocolate meio amargo picado

Modo de Preparo

Bata na batedeira os ovos com o açúcar mascavado e a margarina. Vá acrescentando, sem parar de bater, a farinha de trigo, o iogurte, a essência, o bicarbonato e o fermento em pó. Por último, acrescente o chocolate.
Coloque em uma forma com buraco (eu utulizei sem buraco e achei má opção) untada e polvilhada com chocolate em pó. (Coloquei o chocolate em pó depois de desenformar).
Leve ao micro ondas por 7 a 8 minutos na potência alta (ajuste dependendo da potência do micro). Ter cuidado para não cozer em demasia.
Aguarde 5 minutos em tempo de espera e desenforme.


Quando o bolo arrefecer completamente, e que queiram voltar a comê-lo, aconselho a aquecer uns segundos no micro ondas antes de servir: faz toda a diferença.

E pronto! É um bolinho para uma situação que acontece cada vez mais: falta de tempo, mas vontade de comer uma coisinha boa! ;)




quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Pedido de sugestões de utilização

Estes foram alguns produtos que me ofereceram oriundos do Brasil. Já há muitos anos que vejo receitas com requeijão cremoso, e inclusivé fiz algumas no passado, com uma tentativa de requeijão cremoso caseiro, que penso não ter resultado. Quanto ao catupiry, um dos melhores pratos que provei até hoje, foi um delicioso camarão com catupiry. Não sei se este é o original, ou "à imagem de". O preparado para bolo traz uma receita invulgar, que vou experimentar, mas de qualquer forma, aceito sugestões.

O meu pedido de hoje vai para todos aqueles que conhecem e utilizam, em especial os/as nosso(a)s amigo(a) brasileiro(a), que tão bem conhecem estes produtos.

Podem enviar-me as vossas receitinhas, ou indicarem a melhor forma de utilizar estas maravilhas? ;o)

Obrigada!!!




terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

Uma surpresa deliciosa

O carteiro hoje tocou com uma surpresa especial. Uma caixinha que continha duas preciosidades, e que segundo a Kyla eram para ter chegado no Natal, mas só agora foram enviados. No Natal ou não, são duas coisas que fazem as delícias de quem prova! Kyla, o postalinho estava amoroso, obrigada minha querida! O conteúdo mostro em baixo para os mais curiosos...

Um magnífico queijo de Azeitão, um dos meus preferidos! Adoro qualquer tipo de queijo, e este é um dos melhores a nível nacional, com direito a D.O.P.
Só o vou provar mais tarde, mas a julgar pelo aroma e consistência, deve ser de bradar aos céus!

Uma manteiga de ovelha 100% artesanal, que por estranho que pareça, chegou sólida e intacta, como se tivesse sido retirada do frigorífico. Foi muito bem embalada e acondicionada...

Reparem na pureza desta iguaria. Apesar da foto ter ficado sombreada, conseguimos notar a alvura da manteiga, tão branquinha. Apesar de ser de ovelha, o sabor é suave, delicioso, incomparável...

Obrigada minha querida amiga! De vez em quando envias-me estes miminhos tão bons, que fico sem saber como agradecer-te! Um grande beijinho para ti e tua família maravilhosa.

(se eventualmente quiserem, a Kyla é uma simpática e disponibiliza-se a enviar por correio; podem contactá-la através de comentário aqui no post)


quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

Bolachinhas de limão com chocolate branco

Com o inverno à porta, nada melhor que um chá bem quente, acompanhado de umas bolachinhas. Se feitas por nós, melhor ainda!

Cá em casa, não há final de tarde sem chá. E sem bolachas, bisccoitos, cookies, o que lhe queiram chamar.

A maioria delas não se deixam fotografar. Não por serem tímidas, mas por serem atrevidas e saltarem da lata muito rapidamente!

A receita de hoje é de bolachas de limão com chocolate branco. Porque haviam muitos limões, porque havia muito chocolate branco, e porque havia uma lata muito vazia...

A receita original vem do Technicolor Kitchen. São deliciosas, derretem na boca. Alterei um pouco aumentando a quantidade de raspa e sumo de limão, e a meu ver poder-se-ia reduzir um pouco o açúcar.

Ingredientes:
- 226g de manteiga sem sal, amolecida
- 150g de açúcar refinado
- 130g de açúcar mascavo claro – aperte-o na chávena na hora de medir
- 2 ovos
- 1 colher (chá) de baunilha (usei baunilha em pó)
- 1 ½ colheres (chá) de suco de limão
- 1 colher (sopa) de raspas de casca de limão
- 2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
- ¼ colher (chá) de fermento em pó
- ¼ colher (chá) de sal
- 336g de chocolate branco (usei chocolate belga do Pingo Doce)


Pré-aqueça o forno a 180ºC; forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel vegetal (usei tapete de silicone).
Na batedeira, usando a tigela grande, bata o açúcar refinado, o mascavo e a manteiga até misturar – não deixe que se tornem um creme muito fofo. Junte os ovos, um a um, e em seguida a baunilha, o suco e a raspas de limão. Misture.
Peneire a farinha, o bicarbonato, o fermento e o sal numa tigelinha. Acrescente-os ao creme e bata em velocidade baixa para incorporar. Agregue o chocolate branco com uma espátula de borracha/silicone.

Forme bolinhas de 2,5cm com a massa e coloque-as nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por 10 minutos, ou até que as beiradas dourem e os centros estejam firmes

quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

Panna Cota de baunilha: uma sobremesa para todo o ano

Antes de mais quero agradecer a todos os que carinhosamente deixaram o seu voto de Boas Festas, e um pedido de desculpas por não ter a possibilidade de retribuir de igual forma. Obrigado, do fundo do coração! :)
A todos os restantes, visitantes, curiosos, passantes... votos de um Ano repleto de optimismo, para fazermos face a todas as intempéries que eventualmente se acerquem da nossa porta, no atual panorama em que vivemos.

Hoje deixo-vos uma das receitas do nosso final de ano, que é já bastante conhecida, e que pode ser degustada ao longo de todo o ano. De facílima execução, rápida, simples, bonita, e deliciosa.

A receita é do chef Henrique Sá Pessoa, a única coisa que fiz foi aligeirar um pouco, e utilizei natas light ao invés das normais. A meu ver, não compensa, diminui o sabor significativamente.

Ingredientes:

100 ml leite, 400 ml natas, 1 vagem de baunilha (sementes raspadas), 1 embalagem de framboesas, 250g de frutos silvestres, 3 folhas de gelatina, 160g de açúcar (reduzi um pouco)

1. Aquecer o leite, as natas e as semnetes de baunilha, com 60g de açúcar. Deixar levantar fervura. Tirar do lume assim que ferver, mexer bem para dissolver o açúcar e deixar em infusão cerca de 1 hora;

2. Demolhar as folhas de gelatina numa taça com água fria e noutra taça, em banho-maria, aquecer os frutos silvestres com o resto do açúcar. Deixar ferver em lume brando alguns minutos, até ganhar alguma consistência;

3. Voltar a aquecer ligeiramente a mistura das natas (atenção à película que fica depois do arrefecimento) e juntar as folhas de gelatina previamente diluídas. Enformar nas taças (metal ou louça) e levar ao frio cerca de 2 a 3 horas;

4. Retirar os frutos silvestres do lume e passar por um passador de forma a obter um couli com sabor intenso a frutos silvestres. Eu não coei, servi os frutos inteiros;

5. Desenformar as panna cottas aquecendo ligeiramente o fundo da (s) taça (s) e servir acompanhadas do couli de frutos silvestres e framboesas frescas


É preciso mais para vos convencer? :)

sábado, 24 de Dezembro de 2011


*** Votos de um Feliz Natal para todos!! ***



segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

Biscoitos de chocolate, com pepitas de chocolate e frutos do bosque

É verdade, tanto tempo sem editar uma receita. Mas como em qualquer casa, vamos cozinhando, e lá vou tirando algumas fotos para editar... depois vou acumulando, e o resultado é ter tanta coisa em atraso, que acho que não vou conseguir editar nada. Como tal, fiz estes biscoitinhos ontem ao final da tarde, e resolvi editar hoje, assim não vai para o "monte". Até porque são mesmo obrigatórios! São deliciosos, e aconselho mesmo a não deixarem de fazer!

*Esta receita tem um pequeno pormenor, do qual depende o resultado final: o tempo de cozedura ronda os 8-9 minutos a 180º, e convém ter atenção. Quando virem os biscoitos firmarem por fora, estão prontos. Não tenham receio, pois esse é o ponto certo. Só fiz meia receita (que pena!!!), e achei que o tempo era pouco, deixei um nadinha mais. Não ficaram no ponto. Se abaterem um pouco ao sair do forno, é normal. Vamos lá mas é à receitinha! ;)

Ingredientes:
- 300g farinha com fermento
- 45g de cacau em pó + 45g de chocolate em pó
- 300g de açúcar (utilizei mistura de refinado com mascavado)
- 1 vagem de baunilha (interior raspado)
- 260g manteiga ou margarina amolecida (mas não derretida)
- 2 ovos
- 100g de pepitas de chocolate
- 145g de mix de frutos do bosque (podem substituir por morangos desidratados, em pedacinhos)


Peneirar os ingredientes secos e reservar.



Bater a manteiga e o açúcar até obter um creme fofo. Juntar os ovos e bater mais um pouco. Misturar os ingredientes secos peneirados e envolver. No final misturar as pepitas de chocolate e o mix de frutos do bosque, e ligar tudo muito bem.



Formar bolinhas e dispor num tabuleiro untado, ou forrado com material adequado. A porção é aproximadamente uma colher de sobremesa por bolinha. Levar ao forno, com o cuidado que mencionei em cima*, pois isso faz com que os nosso biscoitinhos vão ficar húmidos por dentro. Sim, húmidos! São estaladiços por fora, e húmidos por dentro, derretem-se na boca...

E aqui estão eles. Os meus abateram um pouco mais, porque os deixei mais uns minutos, com receio que estivessem pouco cozidos. Não façam isso, por favor. A segunda fornada (como fiz meia receita, só deu quatro, e esses ficaram perfeitos!!! E foram logo devorados!





Dália, amiga, estes são para ti! ;o)






quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

Novidades!!!

Aqui estou eu finalmente, como prometido!

Estive ausente do blog bastante tempo, por motivos pessoais. Cozinhei neste tempo sim, mas as fotos foram poucas.
Entretanto preparei novidades: um outro blog. Este blog tem um conteúdo completamente diferente, mas em comum tem uma coisa: gostos femininos (e não só).
Há um pequenino problema técnico que ainda não resolvi, mas não queria que fosse impeditivo, que tem a ver com o post editado não ter o título legível. Tenho estado a adiar, pois não queria abrir o blog assim, , mas resolvo mais tarde...

Convido-vos a visitarem a Loja dos Segredos, espero que gostem e se tornem seguidores.

O vosso comentário é bem vindo! :)


sexta-feira, 30 de Setembro de 2011

"A meio gás"...

Olá a todos!

Como já devem ter reparado, não tem havido edição de posts recentemente. O motivo é porque me encontro num local onde o acesso à internet é complicado, e esporadicamente lá consigo aceder com mais facilidade. Não estou ausente, mas não tenho possibilidades para estar presente como mais gostaria.

Por esse motivo também peço desculpa pela minha ausência nos comentários, e/ou outras situações...

De qualquer forma, não estou parada, e aproveito para informar que estou a preparar novidades natalícias.

Desta vez foge um pouco ao contexto habitual do blog, mas são coisas que as meninas habitualmente gostam, e também com o intuito que abrange as ofertas que pensamos dar ao namorado, marido, sogra(o), mãe, pai, alguma(o) amiga(o) especial, ou até um chefe que mereça! :)


E o que é, perguntam? Pois bem, são artigos como referi, diferentes do contexto gastronómico: são de uso pessoal, como carteiras, echarpes, relógios, cintos...

A diferença?? Irão ver mais tarde...

Para já, adianto que são réplicas de marcas conceituadas, e bastante convidativas. O resto verão depois! ;)

Quem estiver mais curioso, pode sempre enviar e-mail...


Beijinhos para toda(o)s, e até breve.............


terça-feira, 13 de Setembro de 2011

Formas bombons formato coração (silicone)

Novas forminhas de silicone para bombons


* Capacidade para 20 bombons *



--- 3,95* unidade ---



quinta-feira, 8 de Setembro de 2011

Salada Rosa de Millet, beterraba e kiwi

Mais uma salada, esta bem colorida e com uma agradável combinação de cores e sabores.

Bem ao meu gosto!

As quantidades são consoante o número de pessoas, e o gosto pessoal, e os ingredientes são:

- beterraba crua e ralada

- millet cozido

- alface

- kiwi

- flor de sal, azeite e sumo de limão

Fazer uma cama com a alface. À parte, misturar o millet com a beterraba ralada, e envolver até distribuir a tonalidade da beterraba uniformemente; temperar com um pouco de flor de sal, azeite e sumo de limão. Cortar o kiwi em pedaços. Sobre a cama de alface distribuir a mistura de millet e beterraba, e dispor o kiwi por cima. Na foto coloquei em gomos, mas depois achei que fica melhor em cubinhos, pois ao comermos fica mais agradável dessa forma.



quarta-feira, 31 de Agosto de 2011

Salada de pêssegos, kiwi e sementes de girassol

Uma salada de improviso, para aproveitar uns pêssegos em excesso. As frutas combinam deliciosamente com as folhas da salada, que podem ser de acordo com o gosto pessoal de cada um, ou simplesmente alface.

Ingredientes:

- 1 embalagem de salada (usei mistura com um pouco de rúcula)

- qiwis e pêssegos q.b.

- flor de sal, azeite, sumo de limão

- sementes de girassol


Lavar os pêssegos e cortar em pedaços; pelar o kiwi e cortar em pedaços. Numa saladeira, colocar a salada e as frutas com cuidado, temperar com a flor de sal, e o sumo de limão, e polvilhar com sementes de girassol.


Acompanha deliciosamente qualquer tipo de prato, além de ter um colorido ar de festa!

sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

Tarte Tatin de morangos, e uma pausa...

O blog vai ter uma pequena pausa, não querendo por isso dizer que fique parado.

Vou "mudar de ares" uns dias, e o acesso á net vai ser restrito, pelo que os comentários serão possivelmente editados mais tardiamente, e os e-mails respondidos também dentro dessa mesma disponibilidade.

Entretanto deixo-vos ume receita maravilhosa!!

Tantas vezes fazemos a célebre Tatin de maçã, porque não fazê-la com morangos?

Fica verdadeiramente deliciosa, e aconselho vivamente a fazê-la! E a execução é muito simples!

Os ingredientes são:
- 30g de manteiga
- 70g açúcar
- 1 colher sopa água
- 1 embalagem de massa folhada
- 1 embalagem de 500g morangos, previamente lavados, arranjados e cortados ao meio


Num tachinho colocar os 3 primeiros ingredientes, e levar ao lume. Mexer até dissolver o açúcar, e depois parar de mexer. Ao levantar fervura, contar 5 minutos e desligar. Deitar no fundo de uma tarteira, e dispôr os morangos por cima do caramelo. Cobrir com a massa folhada, e levar ao forno, até a massa folhar. Para desenformar, esperar um pouco até que o caramelo não fique tão líquido, para não verter. Podemos inclinar um pouco a forma, e ir espreitando a lateral: tem que estar líquido, mas do género de uma calda mais espessa.

Aconselho a servir com um pouco de chantilly, ou uma bola de gelado. Não o fiz porque devido às enchentes de vereneantes, os supermercados chegam a esgotar produtos, e infelizmente fui vítima de falta de alguns. Ainda assim não deixei de fazer a tarte (e comê-la quase toda!).


Divina.....

segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

Vinagre de Framboesa * Como fazer * Com etiqueta personalizada

A dica de hoje é simples, eficaz e bonita!


Fica lindíssima para oferecer, se colocada numa garrafinha, adornada com uma fita, ráfia, ou elementos a gosto de cada um.

Fiz este vinagre de framboesa há algum tempo. Uma parte filtrei e engarrafei em garrafas triangulares e pequenas, e coloquei uma etiqueta que eu fiz, mais em baixo.


Não tenho foto das garrafas pequeninas (infelizmente ofereci e não tirei foto), mas garanto que ficaram um mimo! Tenho apenas a foto da garrafa onde coloquei a mistura, e que tenho na minha cozinha, que é esta:

Para obter este vinagre de framboesa, basta escolherem um bom vinagre de vinho branco (ou maçã, se gostarem mais frutado), colocarem numa garrafa, e depois introduzirem as framboesas previamente lavadas e secas. Ao fim de quinze dias está apto a ser consumido.


Aconselho duas formas de utilização: ou com as framboesas engarrafadas, e nesse caso têm que ter cuidado pois as framboesas com o tempo podem desintegrar-se, e saírem em pedaços juntamente com o vinagre; ou filtrarem para outra garrafa para posterior utilização.



Em baixo a etiqueta que fiz para as minhas garrafinhas, e que espero que vos seja útil. Basta copiar e colar. Agradeço que não a utilizem para fins comerciais, e que referenciem o blog, caso queiram partilhar no vosso.



(* a etiqueta é quadrada, mas dependendo dos monitores poderá aparecer rectangular)